Piscina cheia, família reunida em volta, muitas risadas e crianças brincando na água, tudo isso é maravilhoso. Mas e na hora da limpeza e tratamento dela, o que fazer ou que produto aplicar? O cloro para piscina é um potente agente químico e poderoso desinfetante, mas isso não é mais novidade. A questão é saber como utilizá-lo para ter um melhor aproveitamento.

Uma das coisas que as pessoas mais comentam quando se trata de cloro para piscina é sobre os problemas que ele pode causar. Um deles é o cheiro forte deixado na água. Mas como evitar? Será que causa alergia? É possível utilizar o cloro sem ter consequências negativas?

Saiba que alguns cuidados devem ser tomados ao utilizar este produto, sim. Mas é possível trabalhar com ele e obter resultados duradouros, eficientes e ainda eliminar qualquer possibilidade de transtorno. Conheça neste artigo, um pouco mais sobre este eficiente oxidante.

O que é cloramina?

Cheiro forte de cloro na piscina nada mais é do que falta dele. Ou seja, o cloro age na água combatendo as bactérias e outros agentes poluentes. Sendo assim, quando a quantidade residual de cloro na água não é suficiente para eliminar a quantidade de impureza existente na água ela acaba perdendo o poder de desinfetar. É aí que está o problema, pois ele se transforma em cloramina.

Cloramina é uma substância química formada por cloro e outros agentes. Dentre eles, sujidades presentes na água, como suor, urina, restos de maquiagem, protetor solar e outros. Essa combinação possui o mesmo cheiro dos desinfetantes que utilizamos na higiene das nossas casas e dão esse odor característico à piscina.

Isso significa que você precisa, urgentemente, medir a quantidade de cloro presente na água e repor o que for recomendado. Uma dica aqui é utilizar um gerador de cloro, pois ele produz cloro automaticamente e de forma contínua, deixando a água da piscina sempre limpa, saudável e pronta para uso. Ele te ajuda a não errar na dose e você só precisa se preocupar em aproveitar a piscina.

Quais os problemas do uso de cloro para piscina?

Os problemas existem, mas podem ser facilmente impedidos, veja os principais:

irritação nos olhos, na pele e nas mucosas com sensação de queimadura;

  • vermelhidão na pele;
  • vômitos e náuseas;
  • queimação na garganta;
  • dificuldades para respirar;
  • dores na região torácica.

E como resolvê-los? A solução para todos eles é a mesma, dosar adequadamente o cloro para piscina. Ou seja, ele precisa ser aplicado dentro da faixa ideal, que não desencadeará nenhum malefício aos banhistas.

Importante: caso seu piscineiro se descuide do tratamento e esses sintomas apareçam e persistam, procure imediatamente seu médico e relate o que aconteceu.

Cloro na água causa alergia?

A resposta é não. O que ocorre é uma reação ao excesso ou falta de cloro (cloramina, como já vimos lá em cima). Então se o cloro para piscina estiver com o teor dentro do limite adequado, que vai de 1,0 a 3,0 ppm (partes por milhão), você e sua família podem ficar tranquilos.

O cloro não é um alérgeno, logo não pode causar alergias. Ele pode, quando em desequilíbrio, causar uma predisposição a alergias, deixando a pele e mucosas mais sensíveis e suscetíveis a esses desconfortos.

Posso usar cloro na minha piscina sem medo?

Pode sim. O cloro é o mais comum dos agentes para eliminar fungos e bactérias utilizados hoje em dia em piscinas do mundo inteiro. Então, ele vai deixar a água sempre limpa e cristalina, saudável e livre de impurezas e agentes microbiológicos prejudiciais à saúde. Se for aplicado corretamente, as vantagens são inúmeras.

Lembre-se de que existem outras medidas a serem tomadas para manter o tratamento e limpeza da sua área de lazer em dia. É preciso, por exemplo, que a alcalinidade e pH da água estejam dentro dos limites. Então meça frequentemente esses níveis e garanta que se mantenham conformes.

Caso você disponha de equipamentos automáticos, não terá com o que se aborrecer, pois eles facilitam muito a vida de proprietários de piscinas, atuando de forma automatizada e fazendo todo trabalho difícil, como faz o gerador de cloro automático, sugerido anteriormente.

O importante é ter seu espaço de entretenimento sempre pronto para dispor, limpo, tratado e com a manutenção apropriada. Pode usar o cloro para piscina sem medo, seja na forma manual ou automática, pois os efeitos para a água são eficazes. E ele não fará mal, se essas dicas forem seguidas corretamente. Agora que você já sabe o que fazer, divirta-se!

[widget id=”media_image-17″]

Deixe aqui a sua dúvida ou sugestão.

Fique tranquilo! Com a Nautilus, você pode relaxar até aqui no nosso site. Pensamos em cada mínimo detalhe pra que você tenha uma experiência de conforto e bem-estar. É por isso que o nosso site passa por milhares de testes todos os dias na busca de brechas de segurança que eventualmente ameaçam o ambiente virtual com ataques reais de hackers.  Nós aqui nos preocupamos com isso e nos preparamos muito para evitar estas ameaças.