A preservação da natureza é uma preocupação que deve sempre estar em pauta na hora de criar um projeto. Não por menos, o Brasil é o quarto país com maior número de empreendimentos com a certificação LEED (Leadership in Energy and Environmental Design). Esse é o efeito da arquitetura sustentável, metodologia que cresce cada vez mais.

A busca por sustentabilidade em todos os setores da indústria se iniciou ainda nos anos 90, mas a jornada está longe de terminar. É preciso que mais setores, inclusive a construção civil, sigam os preceitos da arquitetura sustentável.

Além de investir em projetos de construção que não agridem a natureza, a arquitetura sustentável tem o objetivo de contribuir para a redução do desperdício e consumo. Os ganhos? Muitos.

Segundo estudo publicado no site da Nature, ao longo de 16 anos, construções sustentáveis nos Estados Unidos, China, Índia, Brasil, Alemanha e Turquia somaram US$6 bilhões em benefícios para a saúde e também condições climáticas.

Com soluções práticas e inovadoras, é possível transformar todo projeto arquitetônico, influenciando tanto na forma com que o imóvel impacta o ecossistema, como no jeito que os moradores (ou frequentadores) ditarão seu próprio dia a dia.

Quer descobrir como seu próximo projeto pode adotar medidas de arquitetura sustentável? Confira algumas dicas!

5 dicas para você adotar práticas de arquitetura sustentável em seu projeto

La economia de empreendimentos verdes por todo mundo bateu os US$ 7,5 milhões (considerando apenas àqueles com a certificação LEED). O que este número carrega é uma contribuição e tanto para a natureza.

Ou seja, entre outros benefícios, há uma economia de energia e consumo que geram menos poluentes na atmosfera.

Entenda como sua construção pode ajudar nessa missão e contribuir com a natureza:

1.Fique atento às legislações vigentes

Cada município conta legislações diferentes referente à Construção Civil, inclusive questões relacionadas à arquitetura sustentável.
Busque entender quais os preceitos obrigatórios para que sua obra fique nos conformes.

Uma lei para para ficar atento é a Lei 12.305, chamada de Política Nacional de Resíduos Sólidos, que institui algumas ações a serem tomadas para evitar o desperdício de resíduos e também incentivar a reutilização.

Procure no site da sua prefeitura pelo Código de Construção Civil e fique do que a lei considera como sustentável!

2.Reutilize ao máximo seus materiais de construção

O processo de construção exige muita lapidação. Por isso, muita matéria-prima é desperdiçada. Normalmente, esses resíduos vão parar em lixões, poluindo o meio ambiente.

Uma solução é adotar uma mentalidade de reutilização dos materiais.

Madeiras, metais, cerâmicas podem ser reaproveitados em outros projetos ou mesmo no atual, servindo de insumo para compor o ambiente, como em uma decoração para piscina.

3.Opte por móveis sustentáveis

Na hora de escolher os móveis, indique apenas móveis que contribuem para uma arquitetura sustentável.

No caso de eletrodomésticos, fique atento à indicação do Inmetro sobre consumo de energia. Para móveis, especialmente os de madeira, busque referências sobre o fabricante: seus processos produtivos são sustentáveis? A matéria-prima é certificada?

No caso da madeira, escolha aqueles que sejam de demolição ou reflorestamento.

4.Na iluminação, escolha lâmpadas de LED

A lâmpada LED é uma opção econômica, moderna e sustentável para escolher quando você está buscando a melhor iluminação para seus ambientes, como na decoração para piscina.

Graças à sua tecnologia, a lâmpada LED produz uma luz intensa que gera pouquíssimo calor — ou seja, uma grande parceira quando o assunto é economia.

Diferente de modelos antigos, lâmpadas LED podem ser bem versáteis e se adequarem a qualquer projeto arquitetônico, independente do objetivo: iluminação de grandes áreas, enaltecer detalhes do projeto, iluminações específicas — como em piscinas ou no jardins.

5.Um ambiente verde é uma boa alternativa de decoração para piscina 

A área da piscina é um espaço muito receptível à ideias incríveis de decoração. Por isso, para contribuir com uma arquitetura sustentável, que tal apostar em um ambiente verde?

Plantas, vasos, hortas são uma ótima alternativa de decoração para piscinas. Além de ajudar a filtrar o ar, as plantas criam um visual único. Se tiver hortas, melhor ainda, pois o morador poderá colher ingredientes caseiros e fresquinhos quando quiser!

Um projeto de arquitetura sustentável é uma possibilidade incrível para cooperar com a preservação da natureza, além de incentivar hábitos mais saudáveis! Esperamos que essas dicas sirvam para seu próximo projeto!

E se gostou desse conteúdo, fique de olho em nosso blog para mais dicas especiais sobre arquitetura, decoração para piscinas, áreas de lazer e mais!

[widget id=”media_image-18″]

Deixe aqui a sua dúvida ou sugestão.

Fique tranquilo! Com a Nautilus, você pode relaxar até aqui no nosso site. Pensamos em cada mínimo detalhe pra que você tenha uma experiência de conforto e bem-estar. É por isso que o nosso site passa por milhares de testes todos os dias na busca de brechas de segurança que eventualmente ameaçam o ambiente virtual com ataques reais de hackers.  Nós aqui nos preocupamos com isso e nos preparamos muito para evitar estas ameaças.