[language-switcher]

Motobomba: tipos, funcionamento e importância para piscina

A motobomba não é um acessório de uso opcional em uma piscina. Pelo contrário: se você quer ter sua piscina sempre limpa, com a água livre de impurezas e na temperatura adequada, é fundamental investir em uma bomba d’água de qualidade e que seja compatível com o tamanho da piscina.

Mas, afinal, você sabe exatamente o que é uma motobomba, como ela funciona e por que seu uso é tão importante? Neste post, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre esse equipamento essencial para piscinas. Confira!

Motobomba: características e funções básicas

A motobomba é o equipamento responsável por fazer a água da piscina circular, movimentando-a de forma mecânica com seu motor.

Ela tem um papel importantíssimo na filtragem da piscina, já que impulsiona a água em direção ao filtro e permite a eliminação de impurezas, partículas e sujeiras que caiam na piscina, tais como galhos, insetos, folhas, terra, entre outras.

Além de trabalhar arduamente, junto ao filtro da piscina, para manter a água limpa e cristalina, ela também é importante para o tratamento da água, já que ajuda a distribuir as substâncias químicas aplicadas na água de maneira homogênea.

Além de tudo isso, a motobomba colabora com o aquecimento da piscina, pois a movimentação permite que a piscina seja aquecida de modo uniforme.

A importância da motobomba para manter a piscina limpa e pronta para uso

Conforme explicamos brevemente, a motobomba é importante para os processos de filtração e de tratamento da água, contribuindo para que a piscina esteja sempre limpa e saudável. Como você pode ver, sem a bomba, o bom funcionamento da piscina ficaria seriamente comprometido.

Sem a motobomba, a filtração seria prejudicada e manter a água limpa ficaria infinitamente mais difícil. Afinal, além de impulsionar a água em direção ao filtro e, depois de filtrada, de volta para a piscina, a motobomba evita que haja sedimentação no fundo da piscina.

Além disso, sem a motobomba, seria impossível aplicar cloro e outras substâncias capazes de desinfetar e balancear a água de forma homogênea. Como a bomba faz com que a água circule, facilita a distribuição dos produtos químicos aplicados na superfície. Sem ela, o resultado seria uma água suja, com cheiro desagradável e esverdeada em decorrência do acúmulo de algas.

Por fim, vale lembrar que a motobomba é um importante auxiliar para o aquecimento da piscina, seja ele elétrico, solar ou promovido por bombas de calor. Sem a ajuda da motobomba, o equipamento responsável pelo aquecimento não irá receber a água, impossibilitando dessa maneira que a piscina seja aquecida.   

Como funciona a motobomba?

A motobomba funciona de uma maneira simples. O motor do equipamento aciona propulsores responsáveis por bombear a água em um ciclo em que, primeiro, ela é aspirada e transportada pela tubulação e, posteriormente, passa pelo filtro para a eliminação de partículas e sujeiras.

Depois que o processo de filtração termina e as impurezas ficam retidas, a motobomba impulsiona a água filtrada e faz com que ela retorne à piscina limpa, transparente e própria para um mergulho revigorante!

Afinal, o que é uma motobomba?

Para fazer seu trabalho da maneira correta, ela é composta pelos seguintes elementos: o corpo da motobomba, uma peça única que geralmente é de polipropileno com fibra de vidro; a tampa do pré-filtro, que protege o recipiente que bloqueia a entrada de impurezas maiores; o selo mecânico, que faz a vedação interna; o cesto coletor, que impede a entrada de folhas, pedras e outros objetos pequenos no filtro e, finalmente, o rotor, responsável pela movimentação da água em si.

Todo esse conjunto é acoplado a um motor elétrico, responsável por fornecer a energia que o rotor precisa para mover a água.

Elementos importantes na instalação da motobomba

Existem alguns cuidados básicos a serem seguidos na hora de instalar a motobomba. O primeiro passo é, sem dúvida, ler atentamente o manual de instruções. Essa não é uma recomendação trivial: se o usuário não seguir o procedimento descrito no manual, pode acabar perdendo a garantia do equipamento!

Na hora da instalação, preste atenção ao local onde a motobomba será instalada. Ele deve ser de fácil acesso, para simplificar a manutenção quando for necessária. 

Além disso, o equipamento deve ser instalado numa casa de máquinas coberta, bem arejada, longe da umidade e próxima à piscina. Também é importante que haja um dreno que evite o acúmulo de água e diminua a umidade.

Confira também a voltagem da motobomba antes de colocá-la em funcionamento, já que os equipamentos estão disponíveis em 120V, 240V ou em modelos bivolt.  A distância entre o quadro de energia e a motobomba também deve estar em conformidade com as instruções do fabricante.

Ainda falando sobre a parte elétrica, vale frisar que o uso de um disjuntor é obrigatório, em obediência à norma NBR 5410. O disjuntor garante a segurança e a proteção do equipamento, e a falta do equipamento representa risco de morte ao responsável pela manutenção do motor da bomba!   

Outro ponto fundamental é atentar para a distância entre o local de instalação da motobomba e a piscina, já que esse fator influencia na perda de eficiência, e também para o nível.

Por fim, é importante se certificar de que a parte traseira do equipamento guarde uma distância de pelo menos 7 centímetros de objetos que bloqueiem ou atrapalhem a saída de ar quente.

Cuidados indispensáveis com a motobomba

A motobomba atua lado a lado com o conjunto filtrante, que é constituído pelo filtro, pelo skimmer e pelo ralo de fundo. Conforme já explicamos como falamos da instalação, é importante que tanto o filtro quanto a bomba sejam instalados na casa de máquinas o mais próximo possível da piscina, mas protegidos da umidade.  

Não se deve deixar a motobomba trabalhar com registros fechados, já que isso causa estragos no equipamento e no filtro. Além disso, limpe o cesto periodicamente para não sobrecarregar a motobomba.

Outro ponto importante que também já apontamos, mas não custa nada lembrar, é sempre checar se a distância entre o quadro de energia e a motobomba obedece às instruções de cabeamento do fabricante do equipamento e se a voltagem da bomba é compatível com a do local onde a piscina foi instalada.

Vale, ainda, prestar atenção a ruídos estranhos ou vibrações inesperadas, e também a temperaturas elevadas. Se qualquer um desses indícios aparecer, o melhor a se fazer é desligar a motobomba e entrar em contato com um técnico especializado que possa orientar sobre as medidas a serem tomadas.

Caso seja necessário remover a motobomba depois de instalada, é importante fechar os registros para não desperdiçar água. Além disso, antes de realizar a manutenção na motobomba ou no filtro, deve-se desligar o motor.

Por falar em manutenção, é essencial realizá-la com a periodicidade necessária, como veremos a seguir.

Atenção à manutenção da motobomba

A motobomba deve ser submetida a uma manutenção preventiva regularmente para garantir o bom desempenho do equipamento e aumentar sua vida útil. Por isso, o ideal é que isso seja feito uma vez a cada seis meses.

É fundamental respeitar esse prazo, pois quando a bomba apresenta deteriorações, passa a não funcionar plenamente. Isso prejudica o processo de filtração e, ainda por cima, consome muito mais eletricidade.   

Isso sem contar o fato de que é muito mais simples e barato prevenir danos e defeitos na motobomba do que repará-los posteriormente! Fazer a manutenção com a regularidade recomendada evita um gasto excessivo com conserto de peças ou com a sua substituição precoce.  

Algumas evidências de que a motobomba não está em seu perfeito funcionamento e precisa ser revisada são barulhos muito altos e exagerados, que podem ser um sinal de corrosão, demora excessiva para encher o tanque inteiro e água frequentemente com aparência de suja. Nesses casos, apresse a vistoria e evite danos maiores!

A Nautilus tem a motobomba perfeita para a sua piscina

Pronto! Agora você já sabe perfeitamente o que é uma motobomba e como ela funciona para a proteção e a limpeza da piscina, e tem todas as informações necessárias para escolher o modelo mais adequado. Só falta o mais importante: adquirir o equipamento ideal!

Que tal conhecer as motobombas da Nautilus? São várias opções de potência entre 1/4 e 5 cavalos que atendem piscinas de todos os tamanhos, proporcionando a circulação da água na medida certa e uma filtração eficiente.

A Nautilus oferece o que existe de melhor e mais moderno em artigos para piscinas, com alta tecnologia para um banho de piscina muito mais gostoso! Quer conhecer nossa linha completa? Então visite o nosso site e explore nossos produtos de tratamento, automação para piscinas, itens para manutenção e muito mais!

Deixe aqui a sua dúvida ou sugestão.

Fique tranquilo! Com a Nautilus, você pode relaxar até aqui no nosso site. Pensamos em cada mínimo detalhe pra que você tenha uma experiência de conforto e bem-estar. É por isso que o nosso site passa por milhares de testes todos os dias na busca de brechas de segurança que eventualmente ameaçam o ambiente virtual com ataques reais de hackers.  Nós aqui nos preocupamos com isso e nos preparamos muito para evitar estas ameaças.